quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Por Camile Cruz

Quando comecei a ler Anjo Negro, percebi que não seria igual a todos os livros sobre anjos que li até agora. A Mallerey narra direitinho cada detalhe acontecido com Darian e com os outros personagens.
Dessa vez, vou fazer uma pequena crítica antes de começar a fazer a síntese do livro. Eu já havia falado de outros dois livros da Editora Novo Século, com o selo Novos Talentos. E todos eles me chamaram a atenção em pequenos e até grandes erros de digitação e de gramática. Frases com falta de pontuação, sem vírgulas e com erros de português gravíssimos. O caso de Anjo Negro, eu não achei tantos erros, por isso o livro não vem a ser incluído nessa questão de erros de gramaticas, mas eu só quero que vocês percebam, o quanto a Editora Novo Século não dá tanta importância aos livros brasileiros que ela publica com o selo Novos Talentos.
O livro é narrado em primeira pessoa e em algumas partes terceira pessoa.
A história começa com o fim de uma peste negra que está acontecendo em Londres. Muitas pessoas morreram durante esse período e todos chegaram a conclusão de que estavam perto do apocalipse e que ninguém chegaria a salvação divina. Pessoas morreram de desespero, dor e muitas chegaram até mesmo a loucura e acabavam se matando.
No final do século XVII, um amor impossível acaba acontecendo. Um anjo se apaixona por um humano, mas o que acaba realmente acontecendo é que anjos caídos, fazem com que esse anjo caia em tentação, fazendo com que ele também se torne um anjo caído.
Desse amor nasce um neeflin, ou seja, um filho de humano com anjo. Depois de pouco tempo do nascimento de Darian, sua mãe acaba se matando por causa de um anjo que a perseguia, fazendo com que ela se sentisse atormentada, causando a sua própria morte.
Darian cresce recebendo somente a educação de seu pai, Alan, um médico muito bem conceituado. 
Alan, com o passar do tempo, adota dois filhos. Magot, uma menina muito fofa e Erick, que era filho de um pai bêbado e que acaba o matando para poder viver em paz, sem apanhar mais do pai.
Darian só acaba descobrindo sua origem depois de adolescente, quando Hadji, seu anjo da guarda, vem lhe buscar para que ele possa seguir a luz, ao invés de ser tentado pelos anjos caídos.
Ele sai em uma missão espiritual que tinha o objetivo de salvar almas que queriam ser livres. 
As histórias contadas das almas recolhidas são diferentes e empolgantes, com personagens bastante originais, fazendo-nos questionar se realmente existissem se seriam dessa forma, e que também fazer nos questionar sobre os valores morais.
E o caminho que Darian escolhe? Se irá se tornar um Anjo negro ou não, só lendo para saber.

Um comentário: