domingo, 13 de novembro de 2011

Por Ka Macedo

Eu demorei muito, muito tempo para terminar esse livro. Muito mais tempo do que seria aceitável para um livro de 207 páginas. Isso por que estava cheia de coisas para fazer e não conseguia sentir vontade de fazer nada além de cair na minha cama e dormir. Mas isso me ajudou a digeri-lo muito melhor do que se tivesse lido em 2 ou 3 dias.


Bom, vocês lembram que a última resenha que fiz foi de um livro lançado pela mesma editora e também de uma autora brasileira? E que eu elogiei a Novo Século por ter feito um ótimo trabalho com a edição dele? Pois é, não posso dizer o mesmo nesse caso. A editora não se importou nem um pouco em revisar o livro direito e muito menos em ver se precisava pular um parágrafo aqui ou ali. Isso deixou o livro confuso, principalmente por que a autora gostava de intercalar cenas passadas com cenas presentes. Eu realmente quis ligar na Novo Século e mandar todos eles... Mas, enfim, deixando os problemas técnicos de lado, vamos ao que realmente interessa.


Apesar da edição ter estragado um pouco a escrita da autora, eu a achei bem ‘crua’. Deu para perceber que ela é escritora de primeira viagem. Nada que atrapalhe a leitura, por que ela vai evoluindo e oscilando ao longo do livro. Em algumas passagens ela parecia já ter escrito uma série de 10 livros, mas na maior parte do tempo ela estava com aquela 'hesitação'. Ah, mas ela tem potencial, sim, por que nos últimos capítulos a escrita parou de oscilar entre o inexperiente e o maravilhoso e ficou só no maravilhoso. Acredito que, se o livro fosse um pouco maior, ela teria tido mais tempo para exercitar a escrita e a maior parte dele estaria no maravilhoso.


A estória, apesar de ser mais voltada para a ação, é um pouco lenta. Mallerey tomou seu tempo quando escreveu o livro. Cada capitulo é uma nova aventura, uma nova missão que Darian e Hadji têm que cumprir. Em cada capitulo vemos uma nova pista para como as coisas serão resolvidas. E todos com bastante ação. As cenas de luta eram incríveis, estão com certeza entre as melhores que já li.


A única reclamação que tenho quanto ao plot é que a relação Darian/Hadji poderia ter sido mais trabalhada. Eu teria gostado muito de ter visto mais cenas dos dois juntos, conversando e se divertindo. Eles tinham muito potencial!


E a evolução do Darian ao longo da estória foi linda de se ver; como ele começou sendo meio bobinho, foi ficando cada vez mais esperto e, no fim, ele já não tinha mais certeza do que era certo e errado. Eu amei, amei ver o quão real ele foi durante o livro inteiro.

As definições da autora de pecado, inferno, Céu, Lúcifer, demônios e anjos caídos é bem diferente de todas que já vi até agora. E o livro é muito interessante, no geral. Tenho certeza que ainda veremos a Mallerey fazendo muito sucesso por aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário