sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Por Giuliana Gonçalves

Eu adorei o livro, principalmente porque a autora não teve medo de se arriscar ao longo da trama, mesclando facilmente histórias eletrizantes e uma encantadora história de amor entre mãe e filho. Tudo isso em uma escrita acessível e fluente,tornando a leitura mais simples e agradável, sem complicação. 
Os segredos vão sendo aos poucos desvendados e vemos que todas as histórias estão entrelaçadas e conduzem o leitor por um enredo repleto de mistério, com seres mitológicos.
A história se passa no século XVII, em Londres, embora a ambientação não seja perfeita, pois a autora não se apegou muito aos detalhes da cidade, mas que particularmente, eu achei ótimo, assim não desviou a minha atenção do foco principal, fazendo a trema fluir.
As ruas noturnas eram tomadas por seres devoradores de almas, os Parasitas, que se alimentam das desesperanças e do ódio, mas sendo por vezes resgatados pelos Potestades, que os conduzem ao repouso.
Somente os humanos com dons espirituais elevados conseguem ver estas criaturas, como é o caso de Darian, o personagem principal, que após descobrir suas origens se encontra em um grande dilema, libertar sua mãe do inferno as custas de sacrificar dez mil almas simples ou deixá-la sofrendo, revivendo as incansáveis dores do momento de sua morte.
Em sua jornada, ele conta com a presença de seu anjo da guarda, Hadji, que se mantém firme ao seu lado, sem julgá-lo ou interferir em suas decisões, deixando-o seguir a decisão que seu coração escolher.
Eu super recomendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário