domingo, 1 de janeiro de 2012

Por Eliane Carvalho

Uma ideia ousada e maravilhosa da autora brasileira em escrever uma história de anjos embasada em Dante Alighieri. 
Este livro prendeu minha atenção do início ao fim, e apesar de ser uma história de ficção, me questionei em determinados a veracidade os fatos narrados, na possível existência do céu, inferno e dos seres das trevas apresentados.
O conflito interno de Darian está presente em todo o livro, até na última página, o que torna o final surpreendente, e ele vai amadurecendo com o desenrolar da trama.
As histórias vão se entrelaçando a medida que novos personagens são apresentados nos capítulos.
Como a autora escreveu já no início do primeiro capítulo 
"Algumas pessoas podem não acreditar, mas todos nós anjos e humanos possuímos uma vida traçada ainda no céu em forma de teias, como aquelas que as aranhas fazem na terra. Não importa quantas voltas ela dê sempre se encontra em algum ponto, e acaba sempre no mesmo lugar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário