quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Por Estela Pilz

Anjo Negro é uma estória de um Nefilim chamado Darian, filho de uma anja com um humano. Em uma Londres tomada por pestes, a noite se torna um perigo para todos. E nesse contexto nos é apresentado o medico Alan que presta seus serviços para a população doentia. Ele é ajudado pela anja que assumiu a forma humana e o papel de enfermeira Bridget. Apaixonada e grávida, Bridget começa a receber visitas de anjos caídos, Potestades que a atormentam tanto até ela cometer suicídio e ser levada diretamente para o Largo dos suicidas, no Inferno. Mas este é somente o primeiro capítulo do livro, pois afinal, a estória é sobre Darian, o filho resultante deste relacionamento.

O despertar de Darian para sua sobrenatural vida se dá a partir de um sonho estranho, onde ele enfrenta um Potestade que mata uma garota. Mais tarde, Darian descobre que a garota existe e é seu anjo da guarda Hadji. A medida que Darian mergulha na história vão surgindo provações. De um lado, o celestial e encantador Arcanjo Miguel quer que ele se junte aos céus, enquanto Íbis, um anjo caído, quer que ele se junte a seu mestre no Inferno. Hadji leva Darian para a Colônia, um lugar onde as almas que querem ser salvas são levadas para lá para se "purificarem" por assim dizer. Lá Darian tem seu treinamento para ser Apanhador de Almas e quando parte em busca delas recebe uma caixa onde deve armazená-las. A partir dai ele tem duas escolhas: colher 10 mil almas para o céu e provar que é um anjo da luz ou colher 10 mil almas e entregá-las ao senhor do Inferno em troca da alma de sua mãe que vive em sofrimento por lá, tornando-se assim um Anjo Negro.


Vou confessar que o livro me surpreendeu. A narrativa é relativamente forte e ao terminar a leitura fiquei bem impressionada. O final é instigante e deixa um quê de quero saber mais, muito mais. A evolução da estória é feita com maestria pela autora que merece elogios por vários pontos. Alguns eu vou destacar:

- A construção de uma Londres movida pela desgraça, miséria, sujeira e doenças terminais.
- Os pontos de vista dos personagens que assumem a narração em primeira pessoa em determinados capítulos. (O narrador principal é Darian, mas em diversos capítulos a visão é feita por outro personagem)
- As idas e vindas no tempo para apresentar a chagada dos personagens na vida de Darian no passado também são destaque no livro.

Além disso, a capa é lindíssima, me encantou desde a primeira olhada.

E por isso posso dizer que gostei demais do livro, e Recomendo sim, para todos aqueles que são aficcionados pelos romances fantásticos. Nota máxima.

E mais uma vez Parabéns aos autores nacionais que estão arrasando na praça. Vamos apreciá-los. Começando por Anjo Negro, este ano promete.


Comentem \o/

Beijoss

2 comentários: