terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Por Kitty Gabe


Além de Darian e Hadji, os outros personagens são bem especiais, seu pai, e irmãos, contendo até capítulos sobre a história deles, o POV é do Darian, mas havendo um capítulo pela visão da Hadji que considerei um dos mais especiais. Apesar de ainda, meio, que sem palavras [mas isso também tem a ver com toda a criação de misturas religiosas que tive] recomendo a leitura, mas não vão esperando anjinhos bonitinhos de ficção. Aqui eles parecem estar bem mais próximos de nós do que imaginamos.A história se passa em Londres do séc XVII, um mundo asolado pela peste negra. Dentre todo o desespero havia um homem, Alan, um médico, muito bom que atendia a todos. Ele, frequentemente, era ajudado pelo seu anjo da guarda em forma de enfermeira, Bridget, e ela acabou se apaixonando por esse mortal, ficando grávida dele. Como castigo divino ela foi transformada em humana, mas continuava a ver tanto os anjos como os anjos caídos ao seu redor. Cheia de culpa por ter infringido uma lei divina ela começa a ser atormentada por esses últimos, levando a se suicidar. Isso tudo no primeiro capítulo. No prólogo há uma pequena explanação sobre a batalha entre os anjos e os caídos, liderados por Lúcifer. Mas a história se trata mesmo de Darian, o Neefilin nascido dessa união de Bridget e Alan. 

Tudo começa quando, num sonho, ele protege uma garota que está sendo perseguida por um monstro e é atingido por sua espada. Assim, o caminho entre os dois mundos é aberto e ele passa a ser alvo dos Demônios, Anjos Caídos, para que sirva em sua legião, pois seria de grande valia. Mas tarde, descobre que a garota é o seu anjo da guarda, Hadji, uma Potestades, anjo guerreiro "condutor da ordem sagrada". Nisso ele recebe uma proposta do Arcanjo Miguel, recolher dez mil almas que querem ser salvas e colocá-las em uma caixa celestial. Com isso ele poderá amenizar um pouco a dor de sua mãe que se encontra no Vale dos Suicidas. Ele aceita sem pestanejar. 

Só que Iblis, o senhor dos infernos, também tem uma proposta muito tentadora: "... Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa." Aí começa a aventura de Darian, seguindo para a Colônia com Hadji para seu aprendizado e de lá para a "coletagem" de almas, sempre dividido entre o seu dever como um servo de Deus e sua vontade de livrar sua mãe de ficar revivendo eternamente o momento de sua morte. 

Agora vou me explicar o porquê de não saber o que falar direito do livro. [Pois é, pasmem!] O livro é bom, mas não era o que eu pensei quando peguei para ler. A sinopse me dava uma sensação mais de ficção e assim que coloquei as mãos nele percebi que não era bem assim. Até demorei para começar porque sabia que teria de me concentrar mais nele no início, para assimilar bem tudo. Me entendam, ele é intenso. Poderia facilmente ser encontrado na seção de espiritismo na livraria. Não que pregue nada, mas suas descrições da Colônia, Umbral, Inferno são bem a filosofia kardecista. E as chagas das almas perdidas e morumbáticas era bem aquele início de "Nosso Lar", dava até uns arrepios. 

Há também as partes meio Supernatural com Darian e Hadji combatendo os monstros com suas espadas flamejantes e tentando solucionar os casos para as almas em sofrimento que foram bem legais. Enfim, um livro mais sério, intenso, com lições de vida [e quando se trata de bem x mal a coisa pode ser meio complicada], mas de certa forma com plano, com um grande clímax no final que não deixa um final totalmente conclusivo, apesar de que eu torço pelo melhor. 

 Além de Darian e Hadji, os outros personagens são bem especiais, seu pai, e irmãos, contendo até capítulos sobre a história deles, o POV é do Darian, mas havendo um capítulo pela visão da Hadji que considerei um dos mais especiais. Apesar de ainda, meio, que sem palavras [mas isso também tem a ver com toda a criação de misturas religiosas que tive] recomendo a leitura, mas não vão esperando anjinhos bonitinhos de ficção. Aqui eles parecem estar bem mais próximos de nós do que imaginamos.

2 comentários:

  1. Ai meu Deus!!!
    Sou louca para ler esse livro!!!
    Adorei!!!
    Mil Beijos Mallerey!!!

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A resenha está ótima! Oude entender bem mais sobre o livro. Adorei!!

    Beijos!!

    Marcelle
    http://bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir