segunda-feira, 30 de abril de 2012

Por Cida

Conheci o livro Anjo Negro, enquanto caçava Book Trailers, assisti uma, duas, sei lá quantas vezes, e já fui logo procurar informações sobre a obra. Li tudo que achei e sem hesitar comprei o livro.
Entre as várias obras de anjos caídos, que geralmente têm como foco o amor do anjo por um mortal, esta obra não seguiu por esta linha.
Tudo começa, sim, por um amor de um anjo, por um mortal, o que resulta na queda deste anjo, mas o que encontramos depois é a vida de Darian, o fruto deste amor.

A mãe de Darian deixou de ser uma celestial, no momento em que se rendeu ao amor por um humano, mas sua antiga vida, continuou a segui - lá, tanto que seu comportamento não era muito normal, e acabou levando seu marido a acreditar que a mulher estivesse seriamente perturbada. A confusão tornou -se tão grande, que seu fim foi a morte por suicídio. 

Darian foi criado pelo pai, cresceu sem saber sua origem, até que ele começa a ter sonhos com lugares e seres estranhos, mas não eram apenas sonhos, ele acaba descobrindo que realmente cada coisa que ele viu existe. 

Começa então sua busca por respostas para tais acontecimentos, e descobre então ser um Neefilin, ou seja, o filho de um anjo, com um humano. Sua condição permite transitar por vários mundos e ajudar as almas a encontrar a verdadeira paz.

Seria tudo perfeito, almas salvas e o bem triunfando, porém existe Iblis, o senhor dos infernos, que tem prazer na corrupção, na dor, no sofrimento alheio. Ele enxerga em Darian, a ferramenta perfeita, para espalhar seu terror, para levar mais almas a perdição. 
Ele propõe ao rapaz a salvação da alma de sua mãe, em troca das almas que ele coleta.

"-... Apenas dez mil almas simples, comuns, por uma especial, uma troca justa."

Assim, vamos ter a jornada de Darian, desde o momento que descobre quem é, a partida de casa, deixando sua amada família para trás, afim de coletar almas, suas lutas com demônios e o apoio constante de seu anjo da guarda, a doce Hadji, que tenta proteger nosso rapaz a qualquer custo, mas sabe que a decisão final, cabe somente a ele, entregar as almas ou, salvar sua mãe, tornando -se, assim, um Anjo Negro

É um livro que em cada trecho, nos mostra até onde a bondade e compaixão são capazes de ir, e de como sempre que tentamos fazer o certo, algo tenta nos derrubar.
Darian fica preso em uma situação, onde sua decisão, irá trazer grandes consequências, que serão boas ou más, da mesma maneira que tantas vezes, em nossas vidas, nos deparamos com situações em que nossa decisão pode afetar a vida de muitas pessoas.
Gostei muito da maneira como a escritora conduziu a narrativa, não apenas valorizando o amor de um homem e de uma mulher, mas também o amor ao irmão, ao amigo, a família, ao próximo, tudo isto misturado com muita aventura.
Darian toma sua decisão, pode ter certeza disso, e qualquer que tenha sido , causará, grandes consequências.

Terminei a leitura pensando profundamente, em uma coisa, ou melhor tentando responder uma pergunta: 

Até onde devemos ir, para conseguir o que desejamos? 

Pense nisto. 
Não é apenas uma obra de ficção, é uma leitura que nos leva a avaliar nossos próprios princípios.

2 comentários:

  1. Oi!!

    Você colocou aqui, que lindo!!

    Obrigada por toda a confiança e apoio.

    Um grande beijo.

    Cida

    ResponderExcluir
  2. Ei Cida!

    Eu quem agradeço pela resenha maravilhosa!!

    bjussss

    *-*

    ResponderExcluir